NA FRANÇA
Com veterano alemão, Porsche fatura a Le Mans
O pódio contou com presença brasileira

Por France Press

O veterano alemão Timo Bernhard liderou a equipe

Crédito: France Press

O veterano alemão Timo Bernhard liderou a equipe

Em uma prova marcada por reviravoltas, a Porsche voltou a desbancar a Toyota e venceu pela terceira vez consecutiva a tradicional 24 Horas de Le Mans, na França. O veterano alemão Timo Bernhard liderou a equipe, que contou ainda com os neozelandeses Earl Bamber e Brendon Hartley para completar na frente as 367 voltas da prova de Endurance. Bernhard também venceu em 2010, pela Audi.
O carro número 2 da Porsche completou o "Hat trick" na categoria principal das 24 Horas, seguindo as vitórias de 2015 e 2016, em clima de festa, alívio e lágrimas na garagem da equipe. Isso porque o time não dependeu apenas de si mesmo para vencer.
O time só alcançou a liderança da prova na reta final por causa de uma falha na embreagem do carro da Toyota guiado pelo japonês Kamui Kobayashi, pelo britânico Mike Conway e pelo francês Stephane Sarrazin. A equipe não completou a prova e a Toyota terminou a corrida com apenas um carro, do suíço Sébastien Buemi, do inglês Anthony Davidson e do japonês Kazuki Nakajima, a nove voltas do vencedor.
O pódio contou com presença brasileira. Mesmo correndo com um carro do tipo P2, mais lento que os da categoria principal, Nelsinho Piquet, o suíço Mathias Beche e o dinamarquês David H. Hansson, chegaram em terceiro lugar, a três voltas da Porsche. Eles pilotaram para a Oreca 07, da Vaillante Rebellion.
O segundo colocado foi o Oreca 07 da Jackie Chan Dc Racing (equipe do famoso ator asiático), com o chinês Ho-Pin Tung, O francês Thomas Laurent e o inglês Oliver Jarvis. O Brasil também subiu ao pódio. Pela categoria LMGTE-Pro, Daniel Serra venceu a prova, ao lado dos britânicos Jonny Adam e Darren Turner, pilotando o carro 97 da Aston Martin Racing. O País não levava um título nas 24 Horas de Le Mans desde o ano de 2009.