ALIMENTOS ESSENCIAIS
Valor da cesta básica, em Piracicaba diminui 1,15%
Segundo a pesquisa, o preço médio do frango diminuiu 11,35%

Por Da Redação

Apesar da categoria alimentos registar queda, o preço do feijão aumentou

Crédito: Divulgação

Apesar da categoria alimentos registar queda, o preço do feijão aumentou

Segunda-feira, 20 de março de 2017
O preço médio da Cesta Básica de Piracicaba ICB - Esalq/Fealq, calculado pela Empresa Júnior de Economia e Administração (Ejea), diminuiu 1,15%, passando de R$ 566,42 para R$ 559,88. Para a semana encerrada no dia 10 de março de 2017, diminuiu 1,15% em relação à semana anterior, passando de R$ 566,42 para R$ 559,88.
A categoria Alimentos diminuiu 2,69%, passando de R$ 455,34 para R$ 443,08. A categoria Limpeza Doméstica variou 1,33%, passando de R$ 55,87 para R$ 56,61. A maior variação foi na categoria Higiene com alta de 9,03%, passando de R$ 55,21 para R$ 60,19. Os produtos em destaque nessa análise são o feijão e o frango.
O feijão aumentou 9,82%, passando de R$ 4,50 para R$ 4,95/quilo. De acordo com pesquisadores da Embrapa, esta alta ocorreu em razão das perdas ocorridas na região Centro-Oeste do País. As instabilidades climáticas observadas neste início de ano, tanto as chuvas em excesso e longos períodos de estiagem, tem prejudicado a produção causando prejuízos milionários.
Outro fator para o aumento dos preços é a tendência de diminuição da oferta por causa dos aumentos nos custos de produção do feijão nos últimos anos. Isso tem provocado a diminuição da área destinada ao cultivo do feijão, pois os produtores tem tido melhores rendimentos com outras culturas.
O preço médio do frango diminuiu 11,35% na semana, passando de R$ 5,93 para R$ 5,26/quilo. Os pesquisadores do Cepea observam que o preço do frango tem apresentado comportamento distinto em diferentes regiões do Estado de São Paulo. Em alguns locais tem havido queda devido à pequena demanda, enquanto que em outras regiões tem ocorrido aumento devido ao pequeno volume de aves abatidas.
Apesar das exportações de frango estar atingindo recordes e esta fonte de proteína animal ser uma opção mais em conta para o consumidor doméstico, o produto tem sido afetado pela recessão que o País está passando. Para consultar a metodologia e/ou análises anteriores, acesse o site: www.ejea.com.br.