A TRAJETÓRIA
Livro retrata origem do Salão de Humor no País
Publicação será lançada nesta sexta-feira, no Instituto Beatriz Algodoal

Por Juliana Franco

Nilce Moreira e Valdiza Maria Capranico divulgam o lançamento do livro

Crédito: Joacir Cury

Nilce Moreira e Valdiza Maria Capranico divulgam o lançamento do livro

Quarta-feira, 30 de novembro de 2016
O Salão do Humor de Piracicaba nasceu primeiramente no Mackenzie e depois se espalhou pelo Brasil. Trajetória retratada na publicação '1973, Quando Tudo Começou – História do 1º Salão Brasileiro de Humor e Quadrinhos', que será lançado nesta sexta-feira (2), no Instituto Beatriz Algodoal (IBA).
Prefaciada pelo reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Benedito Guimarães Aguiar Neto, a obra é apresentada pelo diretor do Centro de Comunicação e Letras da mesma instituição de Ensino, Alexandre Huady Torres Guimarães. Com 154 páginas, a publicação conta de forma descontraída a história do evento que nasceu na década de 1970.
A primeira edição tem tiragem de dois mil exemplares que serão distribuídos gratuitamente. “A história do Salão de Humor se mistura com a história de Piracicaba, não tem como separar. Hoje, o evento que tomou proporções internacionais é um orgulho para a cidade”, afirma a presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba (IHGP), Valdiza Maria Capranico.
Com textos do presidente do Conselho Consultivo do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, Adolpho Queiroz, a obra também traz visões do cidadão ítalo-brasileiro Fausto Longo, da secretária municipal de Ação Cultural, Rosangela Camolese, e do prefeito Gabriel Ferrato (PSB).
“O Salão de Humor de Piracicaba é o mais antigo do mundo. Hoje, são 123 Salões espalhados pelo País, que divulgam humor, mas também fazem pensar”, afirma Valdiza.
Para Queiroz, “a divulgação dos cartuns, charges, caricaturas e histórias em quadrinhos que passaram a ser difundidas pela imprensa na época, depois transformadas em catálogos, vídeos e, mais recentemente, voando pelo mundo por meio da internet, deram ao Salão de Humor de Piracicaba uma dimensão de compromisso com a arte e com a democracia, com a pluralidade e a diversidade e o transformou em uma referência necessária em prol das lutas políticas do País”.
Serviço
O lançamento do livro é aberto ao público e acontece no Instituto Beatriz Algodoal (IBA), localizado na rua São José, 446, no Centro, nesta sexta-feira (2) a partir das 17 horas. Na ocasião, a publicação será distribuída. Informações pelos telefones: (19) 3434-8811 (IHGP) ou (19) 3434-9533 (IBA).